sexta-feira, 29 de maio de 2015

DIA INTERNACIONAL DOS PEACEKEEPERS DAS NAÇÕES UNIDAS


O Dia Internacional dos Peacekeepers das Nações Unidas (International Day of United Nations Peacekeepers) foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 29 de maio, em Assembleia Geral, pela Resolução nº 57/129, de 24 de fevereiro de 2003, como forma de anualmente homenagear todos os homens e mulheres que serviram e continuam servindo em Operações de Manutenção de Paz, pelo seu alto nível de profissionalismo, dedicação e coragem e para honrar aqueles que perderam suas vidas em prol da paz.

Esta data foi escolhida porque, no dia 29 de maio de 1948, pela Resolução nº 50/1948, o Conselho de Segurança autorizou o estabelecimento da primeira Operação de Manutenção de Paz das Nações Unidas e em 2003 foi comemorado o 55º aniversário da Organização das Nações Unidas.

Na ordem do dia alusiva ao dia internacional dos peacekeepers do Exmº Sr. Jaques Wagner, Ministro de Estado da Defesa, retratou a importância da participação dos militares das forças armadas e dos policiais-militares brasileiros, destacando: “No dia de hoje, o mundo todo presta um tributo coletivo aos capacetes azuis das Nações Unidas, estes homens e mulheres que empregam sua coragem, seu auto sacrifício e seu mais altruísta senso de dever em nome da paz. A participação em operações de paz da ONU vem-se consagrando como uma das mais importantes facetas do engajamento brasileiro em nome da paz e da segurança internacional. O Brasil se orgulha de sua contribuição para as operações de paz das Nações Unidas. ...Nossos capacetes azuis são reconhecidos por seu profissionalismo e preparo, e também por seu humanismo e empatia em relação às populações locais....Por meio de seus peacekeepers, o Brasil irradia a paz e leva ao mundo o que tem de melhor. Neste 29 de maio, presto homenagem aos capacetes azuis brasileiros – militares, policiais e civis que, comprometidos com a construção da paz, elevam o nome da nação brasileira no cenário internacional”.

A PARTICIPAÇÃO MARANHENSE NAS FORÇAS DE PAZ DA ONU

A Polícia Militar do Maranhão (PMMA) esteve presente em algumas participações brasileiras, através dos seus Oficiais.
A Missão das Nações Unidas para Moçambique (ONUMOZ) foi estabelecida em 1992, para verificar os acordos gerais de paz assinados entre o governo de Moçambique e a Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO). De janeiro 1993 a dezembro 1994, o Brasil contribuiu com 26 observadores militares, 67 observadores policiais militares, uma unidade médica e, de junho a dezembro de 1994, com uma companhia de infantaria de 170 militares, dentre ele tivemos a presença do Maj QOPM José Fernando Torres e do Cap QOPM Evanildo Soares da Silva, ambos chegaram ao posto de Coronel e já se encontram na Reserva Remunerada.

Na terceira Missão de Verificação das Nações Unidas em Angola (UNAVEM III). Criada após a assinatura dos acordos de paz entre o Governo angolano e a UNITA, a missão teve por finalidade a verificação do cessar-fogo, a desmobilização ou a reintegração das tropas das partes em conflito às forças armadas angolanas e a realização do segundo turno das eleições gerais no país. De agosto de 1995 a julho de 1997, o Brasil contribuiu com um batalhão de infantaria (800 homens), uma companhia de engenharia (200 homens), dois postos saúde avançados (40 médicos e assistentes), aproximadamente 40 oficiais do Estado-Maior, uma média de 14 observadores militares e 11 observadores policiais militares. O Brasil chegou a ser o maior contribuinte de tropas para a UNAVEM III, que durante quase dois anos foi à maior operação de paz das Nações Unidas. Nesta missão tivemos a presença da Maj QOPM Inalda Pereira da Silva e do Cap QOPM Egidio Augusto Amaral Soares, ambos chegaram ao posto de Coronel, onde a primeira oficial já se encontra na reserva remunerada e o segundo comanda atualmente o Comando de Policiamento de Área Metropolitana-3 (CPAM/3).

Missão de Observação das Nações Unidas em Angola (MONUA). De julho de 1997 a fevereiro de 1998, o Brasil contribuiu, durante todo o mandato da Missão de Observadores das Nações Unidas em Angola com uma média de quatro observadores militares, aproximadamente 20 observadores policiais militares e dois oficiais que atuaram no Estado-Maior da missão. Em março de 1999, o Brasil passou a ceder uma unidade médica, composta por 15 militares do Exército. A PMMA participou com o Cap QOPM Aucery Becker Martins.

Missão de Verificação das Nações Unidas em Guatemala (MINUGUA). O Brasil participou, desde outubro de 1994 monitorando o respeito aos direitos humanos, com quatro oficiais de ligação do Exército a 13 observadores policiais militares. Em 1995, com a desmobilização da União Revolucionária Nacional Guatemalteca (URNG), a missão foi reforçada por observadores militares que tiveram por atribuição assistir a esse processo. Participou desta missão o Cap QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira, atualmente Coronel QOPM comandante da Academia de Polícia Militar “Gonçalves Dias” (APMGD).

Timor Leste - UNAMET, INTERFET, UNTAET e UNMISET. Desde julho de 99 o Brasil participa permanentemente das sucessivas missões das Nações Unidas em Timor Leste para imposição de paz, com uma média de 120 militares, composta de oficiais observadores militares, integrantes do quartel general das Forças de Paz, uma companhia de Polícia do Exército e um grupo de policiais militares em serviço operacional, sendo hoje um dos maiores contribuidores de forças para a missão. Tivemos a participação do 1º Ten QOPM Nildson Lenine Pontes. Entre 2009/2010 o Maj QOPM Aucery Becker Martins participa de sua segunda missão de paz a UNMIT. Na atualidade se encontra no posto de Tenente Coronel e comanda o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP).

A convite formulado pelo Ten Cel Inf. Azevedo, Cmt do 24 BIL, em companhia do Maj QOPM Lenine, representamos a PMMA em uma formatura relativa ao Dia Internacional dos Peacekeepers, quando na qualidade de maior autoridade militar comandei a tropa no desfile em continência a Bandeira do Brasil.






Tal honra, nos fez recordar dos companheiros do Exército Brasileiro, Cap Eng. Carlos Mansur, atualmente Gen. Bda e do Cap Eng. Selmo, atualmente Coronel e dos companheiros policiais-militares: Maj Eliziário (PMCE), Cap Hudson Lima (PMPI), Cap Uzi Brizola (PMRR), Cap Oliveira Júnior (PMRN), com os quais dividimos a glória de representar o Brasil em uma Missão de Paz da Organização das Nações Unidas.

São Luís - MA, 29 de maio de 2015.


                                      Cel QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira       

quarta-feira, 6 de maio de 2015

EVENTOS A SEREM REALIZADOS NO 22 ANIVERSÁRIO DA APMGD


ESTADO DO MARANHÃO
SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO
DIRETORIA DE ENSINO
ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR “GONÇALVES DIAS”
“Escola de Comandantes, Celeiro de Líderes”.
Criada pela Lei Estadual (MA) nº 5.657 de 26/04/93
Conveniada a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA desde abril/1993
Unidade de Ensino Superior através da Lei Estadual (MA) nº 9.658 de 17 de julho de 2012
_________________________________________________________

PORTARIA Nº 09/2015-APMGD


REGULAMENTAÇÃO DOS EVENTOS A SEREM REALIZADOS POR OCASIÃO DA COMEMORAÇÃO DOS ANIVERSÁRIOS DA APMGD


O COMANDANTE DA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR GONÇALVES DIAS, no uso das suas atribuições legais, com fulcro no Inciso I do artigo 5º e no Inciso I do Artigo 13º do Regimento Interno da APMGD, aprovado e publicado no BG nº 168, de 09 de setembro de 1997 e considerando a necessidade de regulamentar as atividades desenvolvidas alusivas aos aniversários de criação da Academia de Polícia Militar “Gonçalves Dias”, que ocorre no dia 26 de abril, em razão do advento da Lei Estadual (MA) nº 9.658, de 17 de junho de 2012.

R E S O L V E


Instituir anualmente, como parte das comemorações alusivas à APMGD, os seguintes eventos:

1.  TORNEIO DE INTEGRAÇÃO “CAD PM THIAGO ANTÔNIO FERRO DE CASTRO”, composto por competições esportivas distribuídas por diversas modalidades, envolvendo equipes de Oficiais, Praças Especiais (Cadetes) e Praças da APMGD, com as devidas definições a serem contempladas em Projeto e Congresso Técnico a ser providenciado pelo Corpo de Alunos e aprovado pelo Comandante da APMGD;

2.  Entrega de miniaturas do Espadim Tiradentes, às autoridades de grande destaque Institucional e Civil que contribuíram com a APMGD;

3.  Entrega de Brasões da APMGD entalhados em madeira, aos parceiros desta Unidade de Ensino, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a esta Instituição de Ensino Superior;

4.  Concessão de Certificados e Flâmulas aos Oficiais integrantes das diversas turmas formadas por esta Unidade de Ensino, sequenciando-se uma turma a cada ano;

Registre-se, Cumpra-se e Publique-se.
Quartel da APMGD, em São Luís - MA, 22 de abril de 2015.

Ten Cel QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira
Comandante da APMGD
(98) 99716747

CONCESSÃO DA MINIATURA DO ESPADIM TIRADENTES


1.   ORIGEM DO ESPADIM - HISTÓRIA
 
O Espadim é originário da época dos Czares, quando Alexandre III, no comando do Exercito Russo, solicitou que seu armeiro fabricasse pequenas espadas de aço, de lâmina mais delgada que a ordinária, com os copos mais delicados e ornamentados em comemoração a vitoria sobre Varna em 1610 (cidade búlgara e banhada pelo mar Negro), pois iria distribuí–las aos príncipes, afim de que estes a usassem, até estarem aptos a exercerem a função de comando.
2.   ESPADIM TIRADENTES
 
O Espadim Tiradentes é a arma símbolo do Cadete da Academia de Polícia Militar “Gonçalves Dias” instituído por ocasião da criação da Unidade de Ensino Superior com o advento da Lei Estadual (MA) nº 5.657 de 26/04/93.

Constituído pela união harmônica do aço, do ouro e do marfim, traz em sua lamina a inscrição em latim “Pro-lage Vigilantia”, que significa “para vigilância da lei”, e é conferida como símbolo da autoridade, da honra e da dignidade, como referencia e culto à memória do Mártir da Inconfidência Mineira, Aferes da Tropa de Cavalaria de Minas Gerais, Joaquim José da Silva Xavier, cognominado “Tiradentes”, Patrono das Policias do Brasil, conforme estabelecido no Decreto nº 9.208 de 29 de abril de 1946.
3.   MINIATURA DO ESPADIM
 
A Miniatura do Espadim da Polícia Militar, é um mimo fabricado pela Espadas Ibéria (Atlanta Cutlery Ltda. ME), rico em detalhes, na escala de 1:3 acompanhado de estojo de luxo em veludo azul, pesando 300g semelhante ao Espadim Tiradentes, adotado por esta Academia de Policia Militar “Gonçalves Dias”.
4.   ENTREGA ANUAL
 
Em razão do aniversário da APMGD (26 de abril), data de sua criação pela Lei nº 5.657 de 26/04/1993, regulamentado conforme Portaria nº 09/2015, com fulcro no Inciso I do artigo 5º e no Inciso I do artigo 13 do Regimento Interno da APMGD, aprovado e publicado no Boletim Geral nº 168 de 09/09/1997, anualmente será entregue uma MINISTURA DO ESPADIM TIRADENTES às autoridades de grande destaque institucional e civil que contribuíram com a APMGD, em solenidade militar.
Neste ano de 2015, ocorrerá no dia 15 de maio e serão agraciados as seguintes personalidades:
 
1)    Flávio Dino de Castro e Costa, Governador do Estado do Maranhão;
2)    Jefferson Miller Portela e Silva, Secretário de Estado da Segurança Pública;
3)    Cel QOPM Marco Antônio Alves da Silva, Comandante Geral da PMMA;
4)    Cel QOPM Raimundo Nonato Santos Sá, Subcomandante Geral da PMMA;
5)    Cel QOPM Gonçalo Alves de Sousa, Diretor de Ensino da PMMA;
6)    Cel PMBA Roberto Costa Guimarães – Comandante da Academia de Polícia Militar da Bahia, interlocutor permanente com a APMGD;
7)    Prof. Dr. Gustavo Pereira da Costa, Magnífico Reitor da Universidade Estadual do Maranhão;
8)    Prof. Msc. José Antônio Ribeiro de Carvalho – Ex-Diretor do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CSSA) da UEMA;
9)    Prof.ª Dr.ª Vera Lúcia Bezerra Santos, Diretora do CFO PM na UEMA;
10) Professor Raimundo Teixeira de Araújo, Instrutor da disciplina Atividade de Inteligência I e II;
11) Professor João Luiz de Carvalho, Instrutor da disciplina Investigação Pericial Criminal I e II;
12) Professor Raimundo Pedro Costa, Instrutor da disciplina Defesa Pessoal III.
13) Cel QOPM RR Delary Pires Cantanhêde (10/01/94 a 17/01/95);
14) Cel QOPM RR Benedito Batista (17/01/95 a 09/07/96);
15) Cel QOPM RR Nestor Renaldo Conceição Filho (09/07/96 a 26/06/98);
16) Cel QOPM RR Wilmar Maciel Mendes (26/06/98 a 24/01/00);
17) Cel QOPM RR José Fernando Torres (24/01/00 a 26/08/03);
18) Cel QOPM RR Franklin Pachêco Silva (26/08/03 a 21/02/05);
19) Ten Cel QOPM José Ribamar Pereira da Silva Filho (21/02/05 a 01/12/08);
20) Ten Cel QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira (01/12/08 a 27/04/09 e desde 29/11/13);
21) Cel QOPM Raimundo de Jesus Silva (27/04/09 a 29/11/13).

São Luís – MA, 22 de abril de 2015.
 
Ten Cel QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira
Comandante da APMGD
(98) 99716747

22º ANIVERSÁRIO DA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR “GONÇALVES DIAS” – APMGD


ESTADO DO MARANHÃO
SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA
POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO
DIRETORIA DE ENSINO
ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR “GONÇALVES DIAS”
“Escola de Comandantes, Celeiro de Líderes”.
Criada pela Lei Estadual (MA) nº 5.657 de 26/04/93
Conveniada a Universidade Estadual do Maranhão – UEMA desde abril/1993
Unidade de Ensino Superior através da Lei Estadual (MA)nº 9.658 de 17 de julho de 2012
____________________________________________________________

ORDEM DO DIA



26/04/1993 – 26/04/2015

Criada através da Lei Estadual nº 5.657, para recepcionar o Curso de Formação de Oficiais – CFO, fruto de um Convênio de Mútua Cooperação Técnico-Cientifica, celebrado entre a Universidade Estadual do Maranhão– UEMA e a Policia Militar do Maranhão – PMMA, e assinado na mesma data de sua criação/fundação, a Academia de Policia Militar “Gonçalves Dias” – APMGD, nestes 22 anos, formou 519 oficiais, sendo 475 do Estado do Maranhão, 25 do Estado do Piauí, 10 do Estado de Sergipe, 05 do Estado do Acre, 04 do Estado do Ceará.

Sem sombra de dúvidas é uma marca considerável para esta Unidade de Ensino Superior reconhecida através da Lei Estadual (MA) nº 9.658 de 17 de julho de 2012, sendo a responsável pela formação, graduação, pós-graduação, aperfeiçoamento, habilitação e treinamento dos Oficiais integrantes da Policia Militar e pelo desenvolvimento de estudos e pesquisas técnico - cientifico de interesse institucional ao longo desses 22 anos.
 

Cumprindo seu papel de forma altaneira, é fruto do empenho e esforço de todos nós que cuidamos direta e indiretamente desta Escola de Comandantes, Celeiro de Líderes.

A contribuição dos Comandantes que me antecederam: Ten Cel QOPM Delary Pires Cantanhêde (10/JAN/1994 a 17/JAN/1995),Ten Cel QOPM Benedito Batista (17/JAN/1995 a 09/JUL/1996), Ten Cel QOPM Nestor Renaldo Conceição Filho (09/JUL/1996 a 26/JUN/1998), Ten Cel QOPM Wilmar Maciel Mendes (26/JUN/1998 a 24/JAN/2000), TenCel QOPM José Fernando Torres (24/JAN/2000 a 26/AGO/2003), Ten Cel QOPM Franklin Pachêco Silva (26/AGO/2003 a 21/FEV/2005), Ten Cel QOPM José Ribamar Pereira da Silva Filho (21/FEV/2005 a 01/DEZ/2008), Ten Cel QOPM Raimundo de Jesus Silva (27/ABR/2009 a 29/NOV/2013), ajudaram sobremaneira, cada qual na sua época, a fortalecer essa marcha ascendente.
 

Este Templo de Saber participa ativamente da formação dos nossos Cadetes, pois, cerca de 63% da carga horária do Curso de Formação de Oficiais é desenvolvido pela APMGD, portanto, uma contribuição decisivana formação da nova oficialidade da Polícia Militar do Maranhão, que dos 475 (quatrocentos e setenta e cinco) Oficiais formados, cerca de 92% pertence ao atual Quadro de Oficiais Policiais Militares Combatentes.
 

Portanto, aqui os futuros Comandantes e Líderes da Policia Militar do Maranhão – CADETES –recebem ensinamentos que lhes proporcionarão uma verdadeira formação intelectual, técnico–profissional, ética–moral, física, social, cultural, humana, fortalecidos pelos valores e princípios religiosos, calcados nos pilares essenciais da Corporação – hierarquia e disciplina, elencados como valores supremos da nossa Academia e de vital importância institucional.
 

Nesta importante data, tenho o privilégio de comandar este Templo de Saber pela 2ª vez, desde 29/11/2013, sendo a primeira oportunidade, no período de 01/DEZ/2008 a 27/ABR/2009, e juntos comemorarmos mais um aniversário da nossa querida Academia Gonçalvina, e como parte das comemorações, desenvolveremos as seguintes atividades, previstas na Portaria nº 009/2015 – P/1 – APMGD, de 22 de abril de 2015:

- Realização do I TORNEIO DE INTEGRAÇÃO “CAD PM THIAGO ANTÔNIO FERRO DE CASTRO”, composto por competições esportivas distribuídas por diversas modalidades, envolvendo equipes de Oficiais, Praças Especiais (Cadetes) e Praças da APMGD;
 

- Entrega de miniaturas do Espadim Tiradentes, às autoridades de grande destaque Institucional e Civil que contribuíram com a APMGD;
 

- Distribuição de Brasões da APMGD entalhados em madeira, aos parceiros desta Unidade de Ensino, em reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a esta Instituição de Ensino Superior;

 
                 - Concessão de Certificados e Flâmulas aos Oficiais integrantes da 1º Turma do Curso de Formação de Oficiais desta Unidade de Ensino, ingressa no ano de 1993 e formada no ano de 1995.

Continuaremos avançando, realizando outras obras, fortalecendo os laços fraternos entre a PMMA e a UEMA e melhorando cada vez mais o processo ensino X aprendizagem, razão principal desta Unidade de Ensino, visando o engrandecimento e a modernização dos Oficiais que compõem a briosa Corporação do Brigadeiro Falcão.

Parabéns a todos, Oficiais, Praças Especiais, Praças e Funcionários Civis que atualmente desenvolvem seus misteres nesta casa de civismo e cultura, e a todos aqueles que nos antecederam.

Quartel da APMGD em São Luís – MA, 26 de abril de 2015
 
Esp. Carlos Augusto Furtado Moreira - Ten Cel QOPM
Comandante e Diretor de Ensino da APMGD

Caros amigos

Poder expressar-se é a oportunidade de compartilhar conhecimentos adquiridos ao longo de nossa existência, portanto, sejam benvindos as minhas considerações profissionais.