domingo, 25 de maio de 2014

19 DE ABRIL DE 2014 – DIA DO EXÉRCITO BRASILEIRO


366 anos de glórias!

Nestes 19 de abril de 2014, comemora-se o Dia do Exército Brasileiro, ao mergulharmos na história desta nação brasileira, vamos verificar e constatar a intensa relação entre o nascimento desta Força Armada com a história do país.

Portanto, a história do Exército Brasileiro começa oficialmente com o surgimento do Estado brasileiro, basicamente com a Independência do Brasil, entretanto, mobilizações de brasileiros para a guerra existem desde a colonização do Brasil quando na primeira Batalha dos Guararapes (19 de abril de 1648), no contexto das invasões holandesas, o Exército foi formado genuinamente por brasileiros (brancos, negros e ameríndios), marcando assim o início e a criação do Exército Nacional.

Ao longo de sua história esteve presente e com atuação marcante na manutenção da unidade nacional; na demarcação definitiva de nossas fronteiras; na independência da Colônia; no fim da escravidão; na proclamação da República; na preservação da integridade do território brasileiro; no esforço pela preservação da paz mundial; na proteção da nossa gente, vitimada por desastres naturais; na pacificação de áreas conturbadas e no desenvolvimento nacional, como registrou na “Ordem do Dia” deste ano de 2014, o Excelentíssimo Comandante do Exército, General de Exército Enzo Martins Peri.

Tive o privilégio de posar em foto a seu lado no último dia 10/12/2013 quando da Solenidade de Transmissão do Comando das Organizações Militares e da responsabilidade Territorial do Estado do Maranhão, do Comando Militar do Nordeste para o Comando Militar do Norte, onde o 24º Batalhão de Caçadores "Batalhão Barão de Caxias" foi transformado em Batalhão de Infantaria Leve (24º BIL).

Nos fragmentos históricos colhidos na página do 24º BIL e na Legião da Infantaria do Ceará na internet, verificamos que esta importantíssima Unidade tem suas origens no 9º Batalhão de Caçadores (criado em 22/02/1839 em Belém-PA). Denominado 5º Batalhão de Fuzileiros (em 1842) e em 22/08/1868, após o combate de Surubi na Guerra do Paraguai, foi dissolvido, sendo reativado como 5º Batalhão de Infantaria Pesada (em 12/08/1870), já em São Luís-MA, onde ocupou instalações na Praça Deodoro. Nova denominação como 5º Batalhão de Infantaria (em 18/08/1888), e novamente em 04/06/1908 passa a intitular-se 48º Batalhão de Caçadores. Em 11/12/1919, passa a adotar a denominação de 24º Batalhão de Caçadores, vindo a ocupar as atuais instalações em 19 de abril de 1941 e finalmente em 14/11/2013, o Comandante do Exército, em Portaria Nº 1.137, de 08/11/2013, resolveu transformar o 24º Batalhão de Caçadores em 24º Batalhão de Infantaria Leve, a partir da mesma data, ficando subordinado ao Comando Militar do Norte, com sede em Belém-PA, passando a ser uma das Unidades de combate diretamente subordinada ao Comando da 8ª Região Militar - Região Forte do Presépio, sediado em Belém.

Seguindo ainda seu histórico a denominação histórica “Batalhão Barão de Caxias”, foi recebida em 12/06/1997, em face da atuação do então Coronel de Infantaria Luís Alves de Lima e Silva, depois insígne Patrono do Exército, por sua magnífica participação na pacificação da Balaiada, ocorrida no Maranhão, o qual foi promovido pelo Imperador a Brigadeiro e recebeu o título de Barão de Caxias em 18/07/1841.

Vários foram os Oficiais do glorioso Exército Brasileiro que tive o privilégio de manter laços profissionais e de amizade:

1)    No 24 BIL:  Ten Cel Marcos de Oliveira (23/04/04 a 23/01/06), Ten Cel José Amauri Pereira da Costa (23/01/06 a  23/01/08), Cel Carlos Henrique Guedes (23/01/08 a 20/01/11), Ten Cel Flávio Botelho Peregrino (20/01/11 a 10/01/13) e o atual Cmt Cel Inf Heber Costa.

2)    Na Missão das Nações Unidas para a Verificação dos Direitos Humanos na Guatemala – MINUGUA: Cel Art. Carlos Alberto Mansur e Cel Eng. Selmo;

3)    No Curso de Logística e Mobilização Nacional – CLMN na Escola Superior de Guerra – ESG no Rio de Janeiro-RJ (2008) – Cel Celecuekci, TC Bruno Silva Torres, TC Marrara, Maj Crespio, Maj Geraldo.

4)    E de igual sorte, ter instrutores do naipe de: Cel MB Célio Mauro e Cel Edson Pereira (CLMN); Cel Luiz Antônio Ferreira Marques Ramos (Curso de Licitações e Contratos – ACW).

Portanto a todos os integrantes do Exército Brasileiro, meus sinceros parabéns, meus respeitos e minha consideração, foi um orgulho partilhar momentos de camaradagem e fidalguia.

São Luís-MA, 19 de abril de 2014.

Ten Cel QOPM Carlos Augusto Furtado Moreira
Polícia Militar do Maranhão - PMMA

 
REFERÊNCIAS
http://www.legiaodainfantariadoceara.org/leginf_24bc_index.html
http://www.eb.mil.br/documents/16541/1256579/exercito2014.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ex%C3%A9rcito_Brasileiro
http://www.cmne.eb.mil.br/noticia_completa.php?ID=491&noticias=1
http://www.24bil.eb.mil.br/index.php?pg=noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caros amigos

Poder expressar-se é a oportunidade de compartilhar conhecimentos adquiridos ao longo de nossa existência, portanto, sejam benvindos as minhas considerações profissionais.